Idioma: PortuguesEnglishSpanish
Idioma: PortuguesEnglishSpanish

Transferência de veículo online já é realidade. Conheça os procedimentos

Você acha que, para fazer a transferência de um veículo usado para seu nome, ainda é preciso gastar dinheiro com despachante? Hoje em dia, as coisas ficam cada vez mais facilitadas por conta das tecnologias que temos. Dessa forma, a transferência de veículo online já uma realidade.

O site do Detran SP, por exemplo, oferece esse serviço de forma digital. Há também o aplicativo Carteira Digital de Trânsito que já simplifica todos os procedimentos. Neste texto, vamos explicar quais são os documentos necessários, como realizar o processo de duas formas diferentes e quanto você vai gastar com isso. Quer saber como fazer sua transferência de veículo online? Acompanhe o conteúdo!

  • Quais os documentos necessários para fazer transferência de veículo online?

Primeiramente, é aconselhado que alguns procedimentos sejam feitos antes da compra efetiva do carro, visto que a transferência do veículo pode ser rejeitada. Imagine que você já pagou para adquirir o veículo e, em um dos processos, não pôde fazer o registro no seu nome. É bom evitar esse tipo de situação.

  • Vistoria de Identificação Veicular

Um exemplo disso é a Vistoria de Identificação Veicular ou laudo ECV. Nesse documento, constam informações e imagens do veículo, e o objetivo é basicamente identificar se o carro apresenta irregularidades, o que poderá reprovar o laudo e, assim, impedirá o registro no seu nome. Considerando a importância desse processo, ele é realizado por alguma empresa credenciada pelo Detran.

Com essa etapa pronta, é hora de ir ao site do Detran e consultar débitos e restrições do veículo, as quais também podem impedir a transferência se existirem. Após esses dois passos, sua transferência de veículo já está garantida, então você já tem mais segurança para fazer o pagamento e efetivar a compra.

  • Certificado de Registro de Veículo

Preste atenção à seguinte questão: após a assinatura do Certificado de Registro de Veículo (CRV), você tem 30 dias para completar todo o processo que efetivará a transferência — lembrando que, na pandemia, prazos como esse foram flexibilizados. Mas, normalmente, se ele for descumprido, o resultado é recebimento de multa e pontos na carteira. Outra coisa importante é que, durante esse período, o uso do carro fica mais restrito.

O CRV é um documento importante e necessário para a transferência de veículo online. Ele também é chamado de ATPV, que nada mais é do que a autorização para esse processo acontecer. O ATPV ou CRV deve ser preenchido e ter reconhecimento de firma por autenticidade tanto do comprador quanto do vendedor. 

Esse documento, como muitos outros, já existe digitalmente, sendo chamado de ATPV-e, porém, mesmo sua versão impressa precisa de tal reconhecimento de firma quando você vai fazer a transferência pelo site do Detran.

  • Documentos pessoais

O próximo documento necessário é o de identificação pessoal do comprador, que pode ser a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o Registro Geral (RG) ou o Cadastro de Pessoa Física (CPF). Separe também um comprovante de residência.

  • Como é feita a transferência de veículo digital?

A partir do ano de 2022, teremos a transferência de veículo online por meio de um aplicativo chamado Carteira Digital de Trânsito, além do site do Detran. A seguir, vamos explicar como é o processo em cada um deles.

  • Site do Detran

Após ter todos os documentos em mãos, você deve digitalizá-los para fazer o envio ao Detran. Depois, entre no site ou aplicativo do Detran — faça o cadastro se ainda não tiver — e clique na parte “Veículos”, em seguida, “Transferência de Veículo” e “Transferência de propriedade”. Assim, vai aparecer a opção “Faça pela internet”. 

É importante dizer que, nesse momento, a comunicação de venda já deve ter sido efetivada, o que ocorre quando o vendedor faz o reconhecimento de firma do documento de autorização. Essa informação aparecerá para você nessa etapa, requisitando apenas o número do CRV para continuar. Após o preenchimento de algumas informações e o envio dos documentos, você conclui sua solicitação de transferência de veículo online e é só aguardar.

  • Aplicativo Carteira Digital de Trânsito

Quando você faz a transferência de veículo online pelo site do Detran, ainda precisa ter um trabalho de ir até o cartório e fazer o reconhecimento de firma dos documentos. O aplicativo Carteira Digital de Trânsito elimina essa necessidade. 

Nele, basta que vendedor e comprador tenham cadastro a fim de utilizar o recurso de assinatura eletrônica para assinar a Autorização para Transferência de Propriedade de Veículos (ATPV-e), o que dispensa o reconhecimento de firma. Sendo assim, a comunicação de venda é feita diretamente pelo smartphone.

Para que esse tipo de transferência de veículo online seja possível, é necessário ter o login com conta “Prata” ou “Ouro” na plataforma GOV.BR, sendo que o primeiro você consegue obter por validação com seu cadastro via internet banking ou SIGEPE, e o segundo, com autenticação via Certificado Digital.

O último passo é fazer a vistoria do veículo, único momento que não é possível ocorrer de forma online.

O aplicativo está disponível para os seguintes estados: Acre, Ceará, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Roraima.

  • Quanto custa uma transferência de veículo online?

Os estados cobram uma taxa de transferência, a qual você consegue pagar no próprio site do Detran, emitindo um boleto, e em internet banking, aplicativos de banco ou caixa eletrônico, sendo os bancos credenciados Bradesco, Santander, Safra, Banco do Brasil, Itaú, Banco Mercantil do Brasil e Bancoob. Neles, a opção que você deve procurar é “Débitos de Veículos” e, após clicar nela, selecione “Transferência” e tenha o RENAVAM do veículo em mãos, pois ele será requisitado.

O custo da transferência de veículo online varia de acordo com o estado. Em São Paulo, por exemplo, o valor fica por volta de R$ 246,17.

Agora você já sabe como fazer a transferência de veículo online. Lembre-se de que, se o carro apresentar pendências como multas, é preciso regularizar isso a fim de que seja possível fazer o registro no seu nome. Nesse sentido, a Zignet pode ajudar, oferecendo opções de parcelamento de débitos veiculares.

Se quer saber mais, continue no nosso blog. Nele, você encontrará diversas informações para a regularização de veículos.