Logo Zignet branco

| Blog

Parcelamento simples nacional: entenda como funciona

Mulher segurando papéis na mão com uma calculadora ao lado e um notebook
Índice do conteúdo

Para as micro e pequenas empresas e os microempreendedores individuais (MEI) que estão em atrasado com o pagamento, e não fizeram o quitamento dos seus débitos nas datas previstas, podem recorrer à opção de adesão ao Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Âmbito do Simples Nacional (Relp).

Sabemos que na correria do dia a dia, às vezes, acontece de deixarmos algum imposto para trás, atrasando sua quitação, podendo render complicações nos seus rendimentos.

Esses atrasos podem gerar juros e multas para a empresa, trazendo riscos a ela: ser excluída do Simples Nacional. Contudo, esse programa pode facilitar um pouco mais para essa quitação.

Quer saber como parcelar seus débitos de forma segura e facilitada? A Zignet separou informações nesse post que vão te ajudar nesse processo! Continue rolando e aproveite a leitura:

Quem pode aderir a esse parcelamento do RELP?

Segundo a Lei Complementar Nº 193, de 17 de março de 2022:

Art. 2º Poderão aderir ao Relp as microempresas, incluídos os microempreendedores individuais, e as empresas de pequeno porte, inclusive as que se encontrarem em recuperação judicial, optantes pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Simples Nacional), instituído pelo art. 12 da Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006.

Nesse programa, é possível parcelar as dívidas em até 15 anos, prevendo descontos nas multas, juros de mora e até 100% de desconto em encargos legais. Entretanto, esse parcelamento pode ser realizado uma vez por ano, com datas e prazos bem definidos para fazer o pedido, por isso, é sempre bom ficar atendo a novidades, caso você precise participar.

Confira depois: Conheça as soluções financeiras Zignet que beneficiam o seu negócio.

Como aderir ao parcelamento RELP 2022?

Para você aderir ao RELP, você deve acessar o portal e-Cac da Receita Federal e procurar a seguinte opção:

  • Pagamentos e Parcelamentos;
  • Parcelar dívidas do MEI pela LC 193/2022 (RELP) ou Parcelar dívidas do SN pela LC 193/2022 (RELP);
  • Selecionar a situação que a empresa se encaixa;
  • E a emissão das parcelas devem ser feitas mensalmente.

Vale a pena ressaltar que os juros são mensalmente calculados de acordo com a tabela Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia), a taxa básica de juros da economia nacional.

Quantos parcelamentos posso fazer do Simples Nacional?

Para o parcelamento do Simples Nacional, é possível realizar esse processo apenas uma vez ao ano. Geralmente, até a data de 31 de maio, caso você não tenha pedido o parcelamento de seus débitos nesse ano, fique atento para o do próximo ano.

Qual o prazo para parcelamento do Simples Nacional 2022?

Para quem não conseguiu fazer o parcelamento no início do ano, referente ao do ano passado e começo desse ano. Terá como fazer em maio de 2023, quando acontece o processo de parcelamento do Simples Nacional.

Confira depois: 5 dicas para aumentar o fluxo de caixa da sua empresa.

Como parcelar o Simples Nacional atrasado?

Para parcelar o Simples Nacional, a empresa deve estar sendo cobrada pela Receita Federal e, para parcelar, você precisa acessar a página de serviços do Simples Nacional:

Homem segurando papel em frente ao notebook

 

  • Seção de “Parcelamento” na opção “Parcelamento – Simples Nacional” (você precisa do código de acesso ou certificado digital)
  • Clique em “Pedido de Parcelamento” e solicite;
  • Confirme se estiver tudo ok.

As parcelas do Simples Nacional podem ser feitas em até, no máximo, 60 vezes, e com um mínimo de valor de R$ 300,00. Além disso, o empreendedor não consegue escolher a quantidade de parcelas que planeja fazer, uma vez que elas são geradas autonomamente pelo sistema do Simples Nacional.

Esse cálculo é feio por um aplicativo, que considera o valor total e faz o máximo de prestações possíveis, respeitando o valor mínimo imposto. Nesse cálculo, são acrescentados todos os débitos com acréscimos legais até a data que fizer o parcelamento, com uma taxa de 1% relativo ao mês de pagamento.

Diferente do RELF, esse parcelamento pode ser feito em qualquer época do ano, de forma rápida e fácil. Vale ressaltar que, a primeira parcela já conta com vencimento no mês em que fizer a opção de parcelamento e você só adere, de fato, a esse parcelamento, se pagar a primeira parcela.

Como parcelar MEI atrasado 2021?

Para parcelar MEI atrasadas de todo o ano de 2021 é bem simples:

  • Acesse o portal do Simples Nacional;
  • Em Serviços, selecione “Parcelamento”;
  • Clique no ícone “Parcelamento – microempreendedor individual”;
  • Insira seu CNPJ e código de acesso (podendo ser gerado na hora);
  • Clique em pedido de parcelamento;
  • Se for aprovado, aparecerão os valores na próxima tela;
  • Leia todas as informações e confirme, se você concordar;
  • Faça o download do recibo e boleto da primeira parcela.

Esse boleto deve ser pago em no máximo 2 dias úteis e, caso não efetue o pagamento, o parcelamento realizado será cancelado, e você precisará fazer o processo novamente. Para a emissão dos outros modelos, será necessário acessar a plataforma mensalmente e ir à opção de Emissão de Parcela.

Vimos que esses processos não são difíceis de serem feitos, mas para que alguns deles possam seguir, é preciso ficar atento(a) à data. Por mais que tenha uma porcentagem de juros, ainda acaba compensando fazer esses parcelamentos para sua empresa ficar em dia com a lei e não corra o risco de perder seus direitos.

Esperamos que tenha gostado desse post e que tenha tirado suas dúvidas de como realizar esse parcelamento, utilizando o RELP, na Simples Nacional ou parcelamento da sua MEI.

E que tal conferir também sobre: Como parcelar boleto: dicas simples para aliviar as finanças! Até o próximo post!

 

Banner parcelamento online

Avalie este post

A ZIGNET é uma Instituição de Pagamento que surgiu para facilitar e inovar a forma de recebimento de contas, à vista ou parceladas, por meio de cartões ou outras modalidades de pagamentos eletrônicos.

Além de oferecer os serviços tradicionais de recebimento de cartões, as maquininhas ZIGNET também têm como diferencial parcelar em até 12 vezes, no cartão de crédito, boletos e contas emitidos por empresas públicas e privadas. Atendimento personalizado, tecnologia de ponta e o melhor custo-benefício são vantagens que a ZIGNET disponibiliza aos seus clientes, oferecendo maior agilidade e segurança nas transações de pagamentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe nas redes sociais

Últimas publicações