Idioma: PortuguesEnglishSpanish
Idioma: PortuguesEnglishSpanish

Guia de manutenção do veículo: 10 itens para revisar sempre

A manutenção do veículo é algo que deve sempre estar em pauta na vida de quem possui um automóvel, e não apenas em momentos de viagens ou de outro uso que requer mais do carro, nem somente quando há algo urgente para ser consertado. Nesse sentido, tanto para quem já sabe da importância do assunto, mas ainda não o coloca em prática, quanto para quem ainda nem entende por que existe tal manutenção, este texto será útil. 

Aqui, além de reforçarmos essa importância e o conceito da manutenção do veículo, vamos mostrar quais são os tipos que existem e apresentar 10 itens que você deve revisar sempre. Se você quer prolongar a vida útil do seu carro e, ao mesmo tempo, garantir segurança ao dirigir, acompanhe o conteúdo!

O que é a manutenção do veículo e qual sua importância?

A manutenção do veículo se divide em dois tipos principais: preventiva e corretiva. Nos próximos tópicos, você entenderá mais sobre cada um deles, porém, podemos adiantar a grande importância da manutenção preventiva.

Ela é feita periodicamente e serve para verificar o estado do veículo antes mesmo de ocorrer algum problema, evitando, dessa forma, que ele se manifeste. Sendo assim, isso garante a você mais segurança, pois seu automóvel não deixará você na mão durante seu uso no trânsito, por exemplo. 

Além de tudo, a revisão do veículo possibilita uma redução de custos com manutenção, uma vez que trocar uma peça que está quebrada fica mais caro do que tomar medidas para que ela não quebre. Se a manutenção tiver uma frequência, garantindo ações como troca de óleo ou limpeza de filtro, o desgaste é mais improvável, o que evita problemas nos itens do carro.

Outro motivo de você realizar a manutenção do veículo é que os acidentes por falha mecânica podem ser muito perigosos. Inclusive, isso é ensinado em Centros de Formação de Condutores (CFC), que enfatizam a importância da revisão dos itens do veículo.

Quais são os tipos de manutenção do veículo?

Existem quatro tipos de manutenção do veículo. Veja:

  • detectiva: tem o objetivo de detectar falhas não visíveis por meio de uma investigação;
  • corretiva: corrige algum problema já existente no carro — algo quebrado e que afete o funcionamento dele;
  • preventiva: são reparos periódicos que visam à antecipação de problemas e à prevenção deles;
  • preditiva: prevê a vida útil dos equipamentos observando o estado deles.

Sendo assim, a seguir, vamos explicar um pouco melhor sobre a manutenção corretiva, já que é muito comum as pessoas deixarem o veículo passar muito tempo sem revisão, o que acarreta necessidade de conserto, muitas vezes. Também vamos dar ênfase à manutenção preventiva, já que ela evita problemas maiores, mostrando 10 itens que você precisa revisar no seu carro. Confira.

Como é feita a manutenção corretiva?

Há algumas situações que pedem a manutenção corretiva, umas mais graves que ocasionam risco à vida, como freios com mau funcionamento, e outras menos perigosas, como consumo excessivo do combustível. Nos dois casos, você sai prejudicado. Então, essa manutenção vai trabalhar para reparar o sistema ou substituir peças, o que, como comentamos, pode ser um gasto mais alto e, além de tudo, imprevisto.

Quais são as manutenções preventivas?

Sendo assim, para que você evite situações de risco e de custos inesperados, é preciso saber quais são as manutenções preventivas e colocá-las em prática. Lembrando que elas são feitas de acordo com o manual do carro, com as informações de qual a quilometragem ideal para fazê-la, qual o vencimento de peças, entre outras. Assim, isso pode variar de veículo para veículo. Agora, veja a seguir 10 itens para revisar sempre.

1. Óleo do motor

A maioria das pessoas conhece a necessidade de trocar o óleo do motor, porém, aqui vamos destacar a importância de incluir o filtro nessa troca também. Você deve olhar qual a quilometragem ideal para fazer essa troca, além de verificar o óleo e o filtro específicos para seu veículo, o que você encontra no manual. Esses itens servem para lubrificar e limpar o motor, então, são essenciais.

2. Filtro de ar da cabine

A manutenção desse item serve para proteger sua saúde. O filtro de ar acumula sujeira e ácaros que, além de trazerem um cheiro ruim, não são benéficos para você. Dessa forma, é essencial fazer a troca dele.

3. Filtro de ar do motor

O filtro de ar do motor sujo pode tanto aumentar o consumo de combustível quanto atrapalhar a performance do motor. Isso porque a passagem de ar ajuda o ajuda a funcionar melhor, evitando que ele precise fazer força excessiva que pode acarretar desgaste.

4. Calibragem dos pneus

A calibragem dos pneus pode ser feita em postos de gasolina comuns. Nesse caso, é interessante verificar essa necessidade pelo menos uma vez por mês. Já se você optar por fazê-la com nitrogênio, esse período pode ser um pouco mais extenso. Não se esqueça de verificar a calibragem específica para seu pneu.

5. Rodízio de pneus

Se você anda com “pneus carecas”, está sujeito a multas. Mas, além disso, essa prática não é segura, uma vez que a direção do veículo fica instável, sendo o risco de aquaplanagem e derrapagem, por exemplo, muito maior. A periodicidade do rodízio de pneus dependerá da quantidade de uso dele.

6. Sistema e fluido de freio

O freio tem extrema importância na segurança ao dirigir. Dessa forma, é importante ficar atento aos sinais de problemas no freio, como desgaste nas pastilhas, o que é possível observar pelos ruídos ao frear. Também há carros que indicam essa questão. 

Outro ponto é o fluido de freio, que deve ser trocado aproximadamente uma vez por ano, pois ele vence, e não pode ser misturado.

7. Velas

Para a manutenção das velas, também é necessário checar no seu manual do proprietário as especificidades de peça para cada veículo, bem como com que frequência fazer a troca delas. Caso seja usada uma incompatível com seu carro, ela pode danificar outros itens dele, então dê atenção a esse ponto.

8. Sistema de arrefecimento

No caso do sistema de arrefecimento — que é responsável por controlar a temperatura do veículo — o importante é saber que há um líquido específico para que ele funcione adequadamente, a água desmineralizada ou deionizada, ou também o chamado líquido de arrefecimento. O uso de água da torneira não é indicado. Nesse sentido, é preciso verificar os níveis desse líquido, pois a falta dele pode causar danos ao carro.

9. Alinhamento e balanceamento de pneus

O desalinhamento dos pneus resulta em um desgaste mais rápido desse item, o que faz você ter um prejuízo, já que precisará trocá-lo mais rapidamente. Esse não é um serviço caro e poupará você de outros gastos desnecessários.

10. Filtro de combustível

O filtro de combustível sujo prejudica o carro, podendo causar danos à injeção eletrônica e aumentar o consumo de combustível. Sendo assim, para que ele não danifique nenhum outro item do carro, resultando em uma manutenção mais cara, faça a troca regular dele.

Agora você já sabe bastante sobre manutenção do veículo e é capaz de evitar alguns incidentes e prejuízos decorrentes da falta de revisão dos itens citados. Não deixe de usar nossas dicas para garantir a sua proteção e da sua família, bem como para que seu veículo dure mais, fazendo o dinheiro investido nele valer a pena.

Para mais informações como as deste texto, inscreva-se no nosso canal do YouTube!