Logo Zignet branco

| Blog

Gasolina, álcool ou gás: qual combustível é mais econômico

Leia em 7 minutos
Foto de uma bomba de combustível
Índice do conteúdo

A escolha do combustível mais econômico para o seu automóvel depende de vários fatores. O preço dos combustíveis na sua região, o consumo do veículo e a eficiência dos diferentes tipos de combustíveis são alguns deles.

Em termos gerais, o álcool costuma ser mais econômico que a gasolina, mas também possui um valor calorífico menor, o que pode resultar em um consumo um pouco maior. Se o preço do álcool estiver abaixo de 70% do preço da gasolina, geralmente compensa abastecer com álcool.

Por outro lado, o gás natural veicular (GNV) pode ser uma opção ainda mais econômica em alguns casos. O valor do GNV é significativamente mais baixo em comparação com a gasolina e o álcool. Isso resulta em uma economia considerável ao longo do tempo.

No entanto, é importante considerar os custos da instalação do Kit de conversão para o GNV e a disponibilidade e infraestrutura de abastecimento da sua região. 

É preciso levar em conta o impacto que o uso desses combustíveis é o mais ecológico. O gás natural veicular é a alternativa mais sustentável para o meio ambiente em termos de emissões em relação à gasolina e ao diesel.

Além disso, o gás natural é uma fonte de energia não renovável, sendo necessárias medidas para garantir sua extração responsável e evitar vazamentos de metano, um gás de efeito estufa mais potente.

Gasolina: descubra se ainda vale a pena!

Embora seja crescente o interesse em combustíveis alternativos mais sustentáveis, a gasolina ainda é o combustível mais utilizado.   

A principal fonte da gasolina é o petróleo bruto, extraído do subsolo por meio de perfuração de poços. Posteriormente, é refinado para obter diferentes derivados, incluindo a gasolina.

O processo de refinamento do petróleo envolve a separação dos componentes líquidos, conhecidos como frações, através da destilação em torres de refino. A fração destinada à gasolina passa por etapas adicionais, como o tratamento de compostos indesejáveis, para garantir a qualidade final do produto.

Entretanto, a produção e o uso da gasolina têm um impacto significativo no meio ambiente, que incluem:

  1. Emissões de gases de efeito estufa: durante a produção e a queima da gasolina ocorrem a liberação do CO2 e outros gases de efeito estufa, que aceleram o aquecimento global e influem nas mudanças climáticas;
  2. Derramamentos de petróleo: durante a produção, transporte e armazenamento de petróleo bruto e seus derivados, como a gasolina, ocorrem riscos de derramamentos acidentais;
  3. Dependência de recursos não renováveis: a produção de gasolina é dependente do petróleo, um recurso não renovável que está diminuindo ao longo do tempo.

Conheça também os tipos de gasolina disponíveis no mercado:

  • Comum: conhecida como gasolina regular, é a mais amplamente utilizada;
  • Aditivada: contém elementos que auxiliam a melhorar o rendimento e a performance do motor. Isso ajuda na limpeza dos componentes internos, reduz a formação de depósitos e proporciona uma queima mais eficiente do combustível;
  • Premium: é projetada para motores de alto desempenho. Geralmente, tem um preço mais alto do que a gasolina comum;
  • Podium: é uma gasolina de alta performance recomendada para veículos de alta potência e desempenho, oferecendo melhor rendimento e proteção do motor.

Etanol: da cana-de-açúcar ao seu automóvel 

A produção do etanol envolve diversas etapas. Geralmente é feito a partir de matérias-primas como a cana-de-açúcar ou o milho.

Sua produção envolve desde a moagem da matéria-prima, fermentação, destilação e desidratação. Na destilação o líquido resultante da fermentação é destilado, separando o etanol do resto da mistura. O etanol é um líquido volátil, portanto, evapora mais facilmente que outros componentes.

Embora o etanol seja um biocombustível renovável, sua produção e queima emitem CO2, um gás de efeito estufa. No entanto, a quantidade liberada é geralmente menor do que a da gasolina ou do diesel.

A produção de etanol requer áreas agrícolas que podem levar ao desmatamento e a perda de habitats naturais, principalmente se houver conversão de áreas florestais para plantações.

A relação de preço e rendimento do etanol pode variar dependendo de diversos fatores, como a região, a safra, o mercado internacional, entre outros.

Geralmente, o etanol é mais barato em relação à gasolina, o que o torna uma opção mais econômica para abastecer veículos flex.

Para realizar o abastecimento com etanol é preciso ter certeza de que o veículo é adepto ao combustível, já que utilizar álcool em um veículo que não seja flex irá submetê-lo a diversos riscos, como desempenho reduzido, aumento no consumo do combustível e danos ao motor.

Gasolina ou álcool, qual escolher? 

Se você tem um carro flex, para determinar qual combustível escolher entre a gasolina e o álcool leve em consideração os seguintes pontos:

  • Valor do combustível: o álcool costuma ser mais barato do que a gasolina em muitas regiões do país, mas pode variar dependendo do mercado e das políticas de impostos;
  • Consumo de combustível: os carros flex geralmente têm um consumo maior de álcool em comparação com a gasolina. Portanto, se o preço do álcool estiver acima de 70% do preço da gasolina, pode ser mais econômico abastecer com gasolina. Caso contrário, o álcool pode ser uma alternativa mais vantajosa;
  • Desempenho do veículo: a gasolina possui uma maior densidade energética do que o álcool. Isso resulta em um melhor desempenho do veículo e uma resposta mais rápida do motor;
  • Sustentabilidade: o álcool é um combustível renovável e com menos impacto para o meio ambiente.

Gás: devo investir?  

Para ter um veículo movido a GNV (gás natural veicular) é preciso primeiro verificar se ele é compatível com a conversão.

A partir daí é preciso escolher o Kit de conversão. Existem vários Kits, como os de injeção eletrônica e os de carburador. A instalação do kit deve ser realizada por um profissional qualificado e em uma oficina especializada.

Após a instalação, o veículo precisa passar por uma inspeção e vistoria em posto de vistoria credenciado. Essa vistoria tem como objetivo verificar se a instalação foi feita de forma correta e se o veículo atende aos requisitos de segurança e regulamentação.

O GNV é interessante para quem percorre longas distâncias devido ao seu preço competitivo em relação aos combustíveis líquidos.

 Mas, afinal, como escolher?

O preço dos combustíveis pode variar dependendo da região do país e até mesmo do momento da economia. Em geral, o gás costuma ser o combustível mais barato em comparação com o álcool e a gasolina.

Lembre-se também de considerar outros fatores, como eficiência energética e consumo do veículo, ao tomar uma decisão sobre qual combustível utilizar. Você deve optar pelo combustível que mais se adequa à sua situação.

Confira esse e outros conteúdos da Zignet para ficar por dentro de assuntos sobre o mercado automobilístico.

 

5/5 - (22 votes)

A ZIGNET é uma Instituição de Pagamento que surgiu para facilitar e inovar a forma de recebimento de contas, à vista ou parceladas, por meio de cartões ou outras modalidades de pagamentos eletrônicos.

Além de oferecer os serviços tradicionais de recebimento de cartões, as maquininhas ZIGNET também têm como diferencial parcelar em até 12 vezes, no cartão de crédito, boletos e contas emitidos por empresas públicas e privadas. Atendimento personalizado, tecnologia de ponta e o melhor custo-benefício são vantagens que a ZIGNET disponibiliza aos seus clientes, oferecendo maior agilidade e segurança nas transações de pagamentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe nas redes sociais

Últimas publicações