Logo Zignet branco

| Blog

Dicas de organização financeira para 2024

Planejamento financeiro e quitação de dívidas
Índice do conteúdo

Veja como ter organização financeira em 2024 e ter um orçamento leve o ano inteiro mesmo quitando suas dívidas!

Início de ano, época de promessas e resoluções. E dentre elas é comum jurarmos que não faremos mais dívidas e nem deixar de manter toda a documentação do carro regularizada para evitar problemas nas ruas. Por isso a Zignet, que é a parceira ideal para te ajudar na organização financeira para 2024, trouxe hoje várias dicas para entrar o ano com o pé direito e o orçamento leve.

Fique com a gente até o final do artigo e veja como manter sua organização financeira para o ano que vem!

 

1. Antes de qualquer coisa, analise suas despesas fixas e variáveis, assim como seus ganhos

Todo começo de ano é o mesmo e em 2024 não deve ser diferente. Janeiro já começa com as contas tradicionais: IPTU, IPVA, matrícula das crianças, material escolar e por aí vai. São verdadeiros desafios econômicos, mas um ponto muito importante é ter uma noção realista do quanto entra e do quanto sai.

Por isso, colocar tudo na ponta do lápis é fundamental para conseguir uma boa organização financeira. Faça uma lista de suas despesas fixas, aquelas que são sempre as mesmas todos os meses. Alguns exemplos são as contas de consumo como água, luz, internet, TV a cabo, telefone, gás, aluguel, transporte, combustível etc.

Liste também as variáveis, aquelas que mudam de valor ou que podem surgir, como cinema, jantar fora, passeios, viagens… Não esqueça de incluir até os pequenos gastos, como cafezinho, lanche da tarde e loterias, por exemplo.

Depois liste as entradas, inclusive o 13º salário. Avalie então se as contas fecham e onde é possível economizar. O importante é você ter uma boa noção da sua realidade financeira. 

E nessa lista, claro que também entram os impostos, como o IPTU e o IPVA, além do seguro obrigatório e as multas. Afinal, ter seus débitos veiculares pagos é essencial para ter tranquilidade financeira.

Na Zignet basta você colocar a placa do carro e a plataforma mostra tudo o que você precisa pagar que está relacionado ao veículo. Depois é só escolher o cartão de crédito da sua preferência e pagar em até 12X. Pronto, boa parte das suas preocupações acabaram, sem pesar no orçamento.

2. Tenha em mente as faturas e boletos a serem pagos e faça uma gestão dos vencimentos

Outro ponto importante para a organização financeira é gerenciar os vencimentos. Lembre-se de que tudo o que passa do prazo acaba gerando um gasto extra, geralmente com juros e multas. 

A dica é separar esses boletos em pastas, que podem ser arquivos físicos ou online. Você pode organizar por cores relativas aos vencimentos mais próximos ou à área em que está atrelada, como débitos veiculares, educação, lazer, moradia, alimentação, etc.

Priorize, então, quitar as dívidas cujos vencimentos estão mais próximos e/ou aquelas que têm os maiores juros. Atenção também às que podem trazer problemas diários, como ser parado em uma blitz e estar com o documento do carro atrasado, por exemplo. 

Lembre-se que uma dívida pode bloquear a outra. IPVA e multas não pagos, por exemplo, impedem que você faça o licenciamento e, consequentemente, não atualize o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), o que pode gerar multa, pontos na carteira e apreensão do veículo.

3. Coloque na balança: existe possibilidade de parcelar? Como estão os juros para isso?

Uma forma de melhorar a organização financeira para 2024 é considerando o parcelamento. Não encare o cartão de crédito como vilão: quando utilizado da forma correta ele é um grande aliado da sua saúde financeira. 

Ao parcelar suas contas você está reduzindo o peso do orçamento. Mas analise o que é melhor: fazer um parcelamento mais longo com juros ou mais curto sem taxas? O planejamento é importante para nada virar uma bola de neve, e, sim, ser a solução para o seu controle financeiro. 

Busque as melhores condições de juros, renegociando as dívidas com os juros mais altos. Um bom exemplo são as despesas anuais, como o IPVA. Você pode diluir este e outros débitos veiculares ao longo do ano parcelando na Zignet em até 12X no cartão de crédito.

E aí a dica é aproveitar o desconto para o pagamento à vista oferecido em vários estados. Assim você quita o débito com o Detran, aproveita o desconto e ainda parcela durante todo o ano sem pesar no bolso em até 12X no cartão de crédito pela Zignet.

 

4. Abuse dos parcelamentos, mas com sabedoria

Usar os parcelamentos para manter uma organização financeira é uma decisão inteligente, mas precisa ser feita de forma consciente. Ou seja, é preciso ter controle e planejamento para escolher condições de pagamento que estejam dentro da sua realidade financeira.

Para isso, faça projeções dentro de seus gastos mensais para que as parcelas não fiquem maiores do que você pode pagar. A dica é colocar no papel o quanto você gasta nas parcelas com juros e se organizar dentro das suas condições reais. 

Outra dica interessante é se organizar para colocar dezembro como deadline do parcelamento. Isso significa colocar todas as parcelas dentro do mesmo ano corrente. 

Assim, se pretende parcelar os débitos veiculares em 12X, por exemplo, comece já em janeiro. Dessa forma você encerra o ano sem débitos para o ano seguinte – e chega mais leve em janeiro. 

Por outro lado, o débito automático é um bom aliado da organização financeira. Afinal, cada vez que você esquece de pagar uma conta ou uma parcela, ela gera mais custos, como juros e multas. 

Já com o débito automático de parcelas e até mesmo boletos, você está sempre com tudo em dia, sem gerar gastos extras. É o tipo de planejamento que te ajuda a evitar esquecimentos e a estar com suas contas sempre em dia.

 

5. Estabeleça metas financeiras

Para a sua organização financeira dar certo, é importante estabelecer metas financeiras. Mas não deixe que ela seja feita apenas do dinheiro que sobrar no final do mês: elas devem ser um objetivo que você alcançará através de um planejamento estratégico.

Então, defina uma quantia que você poupará por mês. Esse valor deve ser reservado assim que receber seu salário e colocado de lado em uma conta-corrente ou poupança à parte. 

Já para a conta-corrente dos gastos do mês, também estabeleça metas de gastos: 15% com alimentação, 10% com lazer, 10% com vestuário, 5% com viagens, 8% com parcelamentos, financiamentos e aquisições de bens etc.

Esses percentuais devem ser o máximo a gastar por mês, já descontado o dinheiro da sua reserva financeira. Dessa forma você consegue ter uma organização financeira duradoura, cortando gastos supérfluos e investindo no que realmente vale a pena. 

E não esqueça de que todos na sua casa devem estar envolvidos nessas metas. Assim, além de ficar mais fácil manter o controle com a colaboração de todos, você também pode começar a incluir a educação financeira na vida dos pequenos, criando um hábito sustentável desde cedo.

 

Tem débitos veiculares para quitar? Vem com a Zignet!

Como você viu, com um bom planejamento estratégico é possível ter uma organização financeira consistente e duradoura. E com a Zignet não tem dúvida nem dívida: basta colocar a placa do carro na plataforma e na mesma página você visualiza tudo o que é preciso pagar para regularizar a situação do carro.

Além disso, você paga todas as dívidas do seu carro e também seus boletos parcelando em até 12X no cartão de crédito. É um uso inteligente e estratégico do seu dinheiro: além de quitar multas, taxas e impostos e outros boletos, você ainda pode aproveitar os descontos para pagamento à vista do IPVA que alguns estados oferecem. 

Venha conhecer todas as facilidades da Zignet para quitar seus débitos e continue acompanhando nosso Blog para mais dicas!

5/5 - (1 vote)
Foto de Paulo Lofreta Loffreda

Paulo Loffreda é um empreendedor e investidor atuante nos cenários empresariais do Brasil e dos Estados Unidos. Fundador e sócio da ZIGNET Instituição de Pagamento em São Paulo, lidera a inovação na tecnologia financeira. Além disso, como fundador e sócio da PlusA Real Estate Development em Orlando, destaca-se em investimentos e desenvolvimentos imobiliários nos EUA. Foi sócio fundador da Planvale Benefícios adquirida pelo UP Group e como fundador e ex-presidente nacional da CEBRASSE – Central Brasileira do Setor de Serviços, sua trajetória é marcada por contribuições significativas para o setor empresarial brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe nas redes sociais

Últimas publicações