Idioma: PortuguesEnglishSpanish
Idioma: PortuguesEnglishSpanish

Confira quais são as principais multas de trânsito, penalidades e como evitá-las

Entre as infrações mais comuns no Brasil, foram registradas 246.438 multas por uso de celular no ano de 2021, o que equivale a 28 pessoas multadas a cada hora. Mas você sabe o valor e penalidade dessa e de outras irregularidades? Veja neste post. 

Quais são as principais infrações de trânsito no Brasil?  

Excesso de velocidade

O excesso de velocidade está entre as multas de trânsito mais aplicadas no país e, também, é o principal fator de risco para acidentes — incluindo os com vítimas fatais.

Sobre o excesso de velocidade, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece que:

  • Quando a velocidade for superior à máxima em até 20%, o condutor comete infração média. Como penalidade, são aplicados 4 pontos na CNH e multa de R$ 130,16.
  • Quando a velocidade for superior à máxima em mais de 20% até 50%, o condutor do veículo comete infração grave, e recebe multa de trânsito de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH.
  • Quando a velocidade for superior à máxima em mais de 50%, o motorista terá que pagar multa de R$ 880,41 por cometer infração gravíssima, além de 7 pontos na CNH. Ademais, a carteira pode ser suspensa de 2 a oito 8 meses.

Para evitar essa multa de trânsito, a orientação é óbvia: sempre respeite as placas de sinalização de velocidade da via, mesmo que tenha poucos veículos na pista. Afinal, um pedestre pode surgir de repente e você não terá muito tempo para reduzir.  

Além do mais, como o condutor precisa trafegar em uma velocidade mínima, é necessário estar entre a máxima e a mínima recomendada, levando em consideração também as condições estruturais da via e as condições meteorológicas. 

Falar ao celular enquanto dirige 

Atender uma ligação, responder uma mensagem, olhar as notificações… Essas e outras ações feitas no celular são comuns no dia dia, mas que devem ser evitadas ao dirigir. Isso porque, segundo o CTB, segurar e manusear esse equipamento é uma infração gravíssima, com multa de trânsito de R$ 293,47 e 7 pontos na CNH.

Vale ressaltar que as penalidades são aplicadas mesmo que o condutor esteja parado no sinal vermelho, ou no engarrafamento. Ademais, o motorista pode estar sujeito a cometer uma outra infração, por não utilizar as duas mãos no volante enquanto dirige.

Além das multas, usar o celular pode causar sérios acidentes, pois o motorista tende a ficar distraído e não prestar atenção na via. Por isso, mantenha o aparelho desligado ou silencioso e evite gravar vídeos e tirar fotos enquanto dirige.  

Não usar cinto de segurança

Usar o cinto de segurança é uma medida que salva vidas. Entretanto, é comum que motoristas e passageiros dispensem o uso desse item. Tratando-se da legislação, o CTB define multa de trânsito no valor de R$ 127,69, por infração grave e 5 pontos na CNH. 

Caso aconteça um capotamento, por exemplo, uma pessoa pode ser arremessada para fora do veículo e ficar gravemente ferida. Assim, o uso do cinto de segurança é essencial, tanto para o motorista quanto para os passageiros, mesmo que o trajeto seja curto. Além do mais, bebês, crianças e acolescente também devem fazer uso do equipamento. 

Estacionar em local proibido 

Estacionar em local proibido também está na lista das maiores causas de multas de trânsito. Por exemplo, parar no passeio ou em frente a uma garagem, mesmo que seja por alguns minutos, não é permitido. Além do mais, é desrespeitoso com o pedestre e limita a locomoção de pessoas com deficiência.

De acordo com o CTB, quem estaciona em local proibido perde 5 pontos na CNH, além de multa de R$ 195,23, por infração grave. A depender do local que o motorista estacionou o veículo, ele está sujeito à remoção pelo departamento de trânsito.

Por isso, esteja atento à sinalização de estacionamento proibido, não pare na faixa de pedestres, não estacione em vaga destinada à pessoa com deficiência e nas guias de faixas amarelas, entre outros locais.  

Não respeitar o sinal vermelho

Além de gerar multa de trânsito, avançar o sinal vermelho pode causar sérios acidentes, sobretudo nos cruzamentos das grandes vias. Por isso, esteja sempre atento ao semáforo e não evite continuar trafegando quando o sinal estiver amarelo. 

O CTB estabelece que avançar o sinal vermelho é infração grave, além de sete pontos na carteira. A multa é de R$ 293,47. 

Com quantos pontos perde a CNH? 

Além do pagamento de multas de trânsito, essas infrações podem levar à suspensão e perda da carteira. Segundo o CTB, a suspensão da CNH ocorre quando o motorista acumula 40 pontos em 12 meses. A carteira é devolvida ao condutor após o fim da penalidade e, também, do curso obrigatório de reciclagem. 

A depender da quantidade de infrações gravíssimas acumuladas pelo condutor, essa quantidade diminui. Se acumular duas ou mais infrações gravíssimas, o limite vai para 20 pontos. Para quem comete uma infração gravíssima, o limite é de 30 pontos. 

Essa regra não é válida para condutores que exercem atividades remuneradas, como taxistas e motoristas de van escolar. Nesses casos, o limite é de 40 pontos, independentemente da quantidade de infrações gravíssimas. 

Para consultar os pontos na carteira, o condutor deve acessar o site do departamento de trânsito estadual. 

Saiba como parcelar multas de trânsito 

O Departamento Nacional de Trânsito (Senatran) permite o parcelamento de multas de trânsito, o que facilita a vida de quem não tem o valor para quitar os débitos à vista. No caso do pagamento após o vencimento o valor será atualizado e acrescido de taxas.  

Entre as opções, o parcelamento do pagamento de multas de trânsito pode ser feito por meio de uma empresa de arrecadação e repasse de valores recebidos credenciada pelo Senatran, como a Zignet Soluções de Pagamentos Eireli.

Por meio da Zignet, o pagamento por meio do cartão de crédito regulariza os débitos na hora, sem necessidade de compensação bancária. Assim, é possível quitar os débitos com o departamento de trânsito sem precisar sair de casa. 

Ademais, o pagamento pode ser feito na opção de débito, ou parcelado no cartão de crédito, em até 12 vezes, conforme condições legais, inclusive utilizando cartões de terceiros ou familiares.

Acesse aqui para verificar seus débitos de trânsito, ou fale com um consultor da Zignet e regularize a documentação do seu veículo.