Logo Zignet branco

| Blog

Como usar o décimo terceiro para deixar as contas em dia

Décimo terceiro salário
Índice do conteúdo

Saiba fazer um bom planejamento estratégico para aproveitar melhor seu 13º e entrar o ano novo sem dívidas!

Para muita gente a chegada de novembro significa uma boa oportunidade para colocar as dívidas em dia com a primeira parcela do décimo terceiro. Mas é importante que o pagamento seja feito com estratégia, usando esse dinheiro extra de forma inteligente.

Pensando nisso, a Zignet separou algumas dicas para você sair do vermelho usando o décimo terceiro da melhor forma. Então leia até o fim e aproveite para colocar as finanças em ordem!

 

O que é o décimo terceiro?

O 13º salário é uma gratificação anual garantida pela Constituição Brasileira a todos os trabalhadores com carteira de trabalho assinada, sendo uma importante fonte de renda adicional no final do ano. 

De acordo com a legislação que regula o pagamento do décimo terceiro, especialmente a Lei 4.749/1965, têm direito a receber essa gratificação os empregados, aposentados, pensionistas e trabalhadores rurais.

Essa gratificação representa um importante recurso financeiro para muitos brasileiros e, muitas vezes, é utilizado para quitar dívidas, fazer compras de Natal ou investir em outras necessidades familiares. 

Como verdadeiro alívio financeiro, o décimo terceiro tem um papel importante na economia do país, contribuindo para o aquecimento do comércio durante o período de festas, mas também gera um conforto emocional e milhares de famílias que veem uma chance de quitar dívidas e aproveitar as festas de fim de ano.

 

Entenda como ele é calculado e como as parcelas chegarão!

O décimo terceiro é calculado com base na remuneração do trabalhador, levando em consideração os meses trabalhados durante o ano. Em casos de admissão ou demissão no decorrer dos últimos 12 meses, o décimo terceiro é pago de forma proporcional, considerando a fração de meses trabalhados.

Assim, o pagamento é dividido em duas parcelas: a primeira, que corresponde à metade do salário, é paga até o final de novembro, sem a incidência de descontos. 

Já a segunda parcela, que também equivale à metade do salário, deve ser paga até o dia 20 de dezembro, sendo sujeita aos descontos legais, como imposto de renda e contribuição previdenciária, assim como ocorre nos salários mensais.

Essa divisão em duas partes, sendo uma delas sem descontos e a outra com os descontos aplicados, é uma característica importante do décimo terceiro salário no Brasil, assegurando que os trabalhadores recebam parte do valor integral no momento em que mais precisam, quase um mês antes das festas de Natal e Ano Novo, dando tempo para se programar.

 

Confira algumas dicas para usar o dinheiro de maneira correta

Mas uma coisa é importante quando chega a primeira parcela do décimo terceiro salário: planejamento. Apesar de dar vontade de fazer um monte de coisas com ele, é preciso inteligência estratégica para usar o dinheiro de forma correta. 

Veja algumas dicas para fazer isso:

Coloque as despesas no papel

Para não perder a noção do que precisa ser pago e fazer um bom planejamento para o décimo terceiro, é importante colocar todas as despesas no papel.

Faça uma lista com as contas mensais de consumo, as despesas fixas (que não mudam de um mês para o outro), as variáveis (que oscilam conforme o orçamento e os seus hábitos), as dívidas adquiridas, etc. 

Fica mais fácil se organizar quando você sabe o quanto será necessário comprometer com cada uma. 

Defina as dívidas prioritárias

O passo seguinte é estabelecer quais as dívidas que devem ser prioridade para usar o seu décimo terceiro. É interessante trabalhar com prazos, sempre considerando as entradas e saídas de renda, nunca deixe de se perguntar quais dívidas oferecem maior risco, quais as dívidas apresentam um maior juros, quais apresentam bens como garantia etc.

Essas perguntas com certeza guiarão o processo para definir as prioridades, afinal, ainda que seja importante quitar as dívidas, não é interessante abrir mão da possibilidade de utilizar esse benefício para aproveitar as festas de fim de ano, por exemplo. Por isso, o ideal é conseguirmos balancear as situações. 

Considere os gastos fixos do início do ano

Após as festas comemorativas, presentes e viagens, não podemos esquecer dos primeiros meses do ano, onde encontramos dívidas recorrentes bem definidas: IPVA, IPTU, matrícula escolar, material escolar etc.

Assim como qualquer dívida e gasto, essas contas precisam ser pagas para não acarretar problemas sérios, por isso, não deixe de planejar para realizar esses pagamentos. Você pode, por exemplo, preservar parte do décimo terceiro para elas.

Evite assumir novas despesas

Muitas vezes dá vontade de comprar tudo com o décimo-terceiro, mas essa empolgação pode custar caro. Tenha disciplina e quite as dívidas já existentes antes de criar novas, caso contrário pode virar uma bola de neve. 

E se não está no vermelho, evite entrar nele fazendo novas dívidas que vão se acumular com as antigas. 

 

Tem débitos veiculares para quitar? Vem com a Zignet!

O décimo terceiro é uma ótima oportunidade para entrar o ano novo sem dívidas, mas sem planejamento o risco de gastar demais sem necessidade ou em coisas desnecessárias é grande.

Mas tem uma forma de fazer o décimo terceiro render mais e ainda quitar suas dívidas. Se você tem débitos veiculares, a Zignet ajuda você parcelando tudo em até 12X no cartão de crédito.

Essa, aliás, também é uma boa solução para ficar com as contas em dia logo no início do ano, como o IPVA. Na Zignet você consegue pagar impostos, multas e outros boletos com conforto e segurança usando seu cartão de crédito preferido. Assim você pode parcelar tudo de forma leve, aproveitando mais seu orçamento extra de final de ano.

Agora que você já sabe como fazer seu décimo terceiro render mais, aproveite para conhecer as facilidades da Zignet e aproveite para saber mais sobre dicas de trânsito no nosso Blog!

Avalie este post

A ZIGNET é uma Instituição de Pagamento que surgiu para facilitar e inovar a forma de recebimento de contas, à vista ou parceladas, por meio de cartões ou outras modalidades de pagamentos eletrônicos.

Além de oferecer os serviços tradicionais de recebimento de cartões, as maquininhas ZIGNET também têm como diferencial parcelar em até 12 vezes, no cartão de crédito, boletos e contas emitidos por empresas públicas e privadas. Atendimento personalizado, tecnologia de ponta e o melhor custo-benefício são vantagens que a ZIGNET disponibiliza aos seus clientes, oferecendo maior agilidade e segurança nas transações de pagamentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe nas redes sociais

Últimas publicações