Idioma: PortuguesEnglishSpanish
Idioma: PortuguesEnglishSpanish

Como regularizar meu veículo para pegar a estrada no feriado?

Para que um motorista possa fazer o uso de seu veículo da maneira mais adequada possível, é interessante que ele esteja regularizado. Sabendo disso, o primeiro passo é garantir que todos os documentos do automóvel estejam em conformidade com os órgãos de trânsito.

Nesse contexto, existem alguns documentos que todos os motoristas precisam ter em mãos quando pegam a estrada. Eles, por sua vez, precisarão ser renovados nas datas previstas por lei, o que variar de acordo com cada estado. Por isso, verifique quais são as taxas obrigatórias e seus vencimentos.

Qual a documentação necessária para regularizar o veículo?

Esquecer de pagar determinado imposto ou taxa do automóvel pode acontecer com muita gente, seja por falta de atenção ou de tempo. Entretanto, se esse é seu caso, é necessário regularizar a situação o quanto antes para poder trafegar novamente nas cidades e estradas.

Assim, o primeiro documento de extrema importância que você deve ter em mãos para a regularização é o IPVA (Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores). O valor que deve ser pago pode variar de acordo com o modelo e ano de fabricação do veículo, além do estado em que se encontra.

O não pagamento dessa taxa pode acabar acarretando multas, bem como uma cobrança de juros de acordo com o período de atraso. Também vale ressaltar que, se o pagamento não for efetuado e o motorista acabar sendo parado por alguma autoridade, além de arcar com mais uma multa gravíssima, o veículo também será apreendido até que o imposto esteja totalmente regularizado.

Outros documentos que precisam estar em conformidade com o DETRAN são:

  • Seguro DPVAT
  • CRLV (Certificado de Licenciamento de Veículo).
  • CNH (Carteira Nacional de Habilitação);

Confira abaixo como regularizar cada um deles.

Seguro DPVAT

O seguro DPVAT é outra taxa obrigatória que é cobrada de maneira anual. Ela é diferente do IPVA, mas você precisará estar igualmente atento ao seu pagamento. Afinal, a falta dele também acarretará multas, muito embora não impeça o motorista de conseguir licenciar o seu veículo.

O valor do seguro pode variar de acordo com o modelo do seu veículo e da maneira como ele é utilizado, seja para viagens de trabalho ou para carga. O pagamento poderá ser efetuado por meio de agências bancárias autorizadas ou caixas eletrônicos. O valor também varia, podendo ser mais baixo que o anterior.

CRLV digital

Diante de uma deliberação do CONTRAN, dispondo de todos os requisitos para a emissão de CRLV-e, foi determinado que todos os DETRANs passem a tomar providências para adotar o documento digital. Dessa forma, será muito mais fácil emitir e portar o documento, visto que o documento em formato eletrônico já tem a mesma validade jurídica.

Para esclarecer qualquer tipo de informação específica a respeito do processo de licenciamento em época de pandemia, o condutor poderá entrar em contato com o Detran específico de seu estado. Isso pode ser agilizado por meio do telefone ou canais digitais de atendimento do órgão público.

Multas vs regularização

Você sabia que as multas também podem ser um problema na hora de regularizar o seu veículo? Caso elas estejam acumuladas e não tenham sido pagas dentro do período correto, a seu veículo não estará em conformidade legal.

Deixar de pagar uma ou mais multas implica, diretamente, na negativação do nome em empresas de crédito e registro do motorista. Assim, caso o seu nome não esteja totalmente limpo no CADIN, um cadastro informativo que serve como ferramenta para listagem federal de inadimplentes, o seu automóvel não poderá ser efetivado e, consequentemente, o veículo não poderá circular.

Se o motorista apresentar um registro de duas ou mais multas atrasadas, será necessário arcar com o pagamento de cada uma delas e de seus juros. Para que a dívida seja saldada, basta ir diretamente no site do DETRAN referente ao seu estado, informando o número do RENAVAM. Por lá, você poderá gerar o boleto de débito, podendo ser pago por parcelamento ou à vista.

Mantenha seu veículo regularizado com Zignet

Está com dificuldade na hora de regularizar o seu veículo ou pagar os débitos veiculares? Não precisa mais se preocupar. Com a Zignet você tem tudo na palma da sua mão, podendo parcelar os débitos do automóvel em até 12 vezes no cartão. É muito rápido, seguro e prático.

Além disso, você ainda vai poder consultar e pagar todos os débitos que estejam registrados no seu carro, desde multas, IPVA ou seguro DPVAT. Escolha o seu estado e embarque nessa aventura facilitadora.