Idioma: PortuguesEnglishSpanish
Idioma: PortuguesEnglishSpanish

Como Funciona uma Maquininha de Cartões

Se você faz transações, já deve ter percebido como é importante uma máquina de cartão. Mas afinal, como funciona uma máquina de cartão? Vamos te explicar nesse artigo.

Primeiro vamos falar um pouco das máquinas de cartão existente para você escolher o melhor modelo, depois as características importantes para prestar atenção na hora de escolher uma operadora

A tendência que é a máquina de cartão

O conceito de todas as máquinas de cartão são similares. Ela funciona como um serviço de pagamento agilizado, o cliente autoriza no mesmo momento a liberação do dinheiro dele no banco.

Hoje em dia, por diversos motivos, a tendêcia é que o dinheiro se torne cada vez mais virtual e que as pessoas deixem as notas para trás. O futuro com certeza é que o dinheiro seja um número em uma tela digital.

É fácil ver isso porque o fato de não aceitar cartões é um grade impeditivo para fechar vendas e prejudica muito quem não tem essa ferramenta em mãos.

Tenho certeza que você já deixou de pagar algo simplesmente porque o local não aceitava cartões ou porque a rede estava fora do ar no momento.

Imagine agora o outro lado da moeda? Ter todo o trabalho de concretizar a venda só para sofrer um erro no último minuto e deixar de vender?

Além de não conseguir o dinheiro, se desperdiça todo o tempo que você levou para fazer o convencimento do cliente.

Os tipos de máquinas de cartão

Quanto ao aspecto tecnológico das máquinas de cartão, podemos dividir elas em alguns tipos que são gerais independente das operadoras e fabricantes.

É importante pensar sobre cada modelo na hora que for adquirir uma porque dependendo do local onde você vai efetuar a venda, podem haver certas limitações.

A principal característica de diferenciação é a forma de se conectar nas redes de dados.

POS

Essa máquina funciona conectada a uma linha de telefone. Isso faz com que a conexão seja mais estável e raramente ocorram erros durante a transação.

A parte ruim é que você precisa ter uma linha de telefone, o que não é possível em todas as situações.

POS Wireless

Esse acaba sendo o modelo mais usado por lojas e estabelecimentos por ser uma maquininha sem fio. Ela funciona através de uma conexão Wi-fi, por isso é importante ter um bom provedor de internet.

POO

Para quem trabalha na rua ou faz entregas esse é o modelo ideal. Você pode fazer transações apenas usando um chip de celular para fazer a conexão. Se o seu caso é esse, escolha uma operadora que tenha uma boa cobertura nas áreas que vai atuar.

TEF

Assim como a wireless ela funciona com conexão à internet ou plugada a um computador. Ela também possibilitta que você trabalhe com diversas operadoras de transações diferentes.

Esses são os quatro modelos de máquina de cartão disponíveis no mercado brasileiro. Dependendo do seu segmento de atuação, se você opera em um local fechado ou na rua, é importante fazer a escolha certa da melhor maquininha de cartão para o seu negócio.

O próximo item também é muito importante. Depois do modelo, o mais importante é escolher o plan oque mais se adequa às suas necessidades.

Os planos para máquinas de cartão

Quando vamos comprar uma máquina de cartão, seja as mais tradicionais ou as que são acopladas no celular, também precisamos de uma operadora que possibilite que as operações sejam feitas.

Algumas operadoras vão alugar a máquina para você, cobrar um preço mensal pelo equipamento e também uma taxa por cada transação feita.

Outras vendem a máquina para você, normalmente por um preço baixo, e também cobram por transações.

De forma geral, o valor das taxas para o lojista são de 2% a 6% por cada transação feita. Esse valor é importante colocar na ponta do lápis para não tomar um susto na hora de verificar sua conta.

O tempo para o dinheiro cair na conta também varia de operadora para operadora. As compras feitas por crédito costumam demorar de 15 a 30 dias para cair na conta do empreendodor enquanto as de débito podem cair na conta no mesmo instante ou depois de alguns dias.

Na hora de escolher a operadora com a qual vai trabalhar, verifique as bandeiras que ela utiliza. As bandeiras são as empresas financeiras que dão o cartão para o seu cliente.

Para quem trabalha com alimentação é bem importante que elas aceitem o vale-refeição do seu cliente.

Caso você não aceite a bandeira que seu público está usando, esse é um erro grave que pode acabar culminado na perca de várias das suas vendas.

Como faço uma venda com máquina de cartão?

O processo é muito simples. Primeiro você escolhe crédito ou débito, coloca o valor da transação, seu cliente vai inserir o cartão, depois o cliente vai digitar a senha e pronto! A segunda via sai da máquina e está tudo feito.

A maioria dos usuários já está acostumado com esse tipo de procedimento e treinar alguém para utilizar a máquina é extremamente fácil. Em poucos minutos um funcionário seu aprende todas as formas de uso.

Existem algumas situações que podem cancelar a transação mas elas são muito raras. Tirando o caso de você não aceitar a bandeira do cliente, raramente pode ocorrer um erro ou problema.

Além da bandeira, é possível que a rede de Wifi ou do chip de celular falhe na hora da compra e seu cliente prefira deixar para depois e acabar não concluindo a transação.

Algumas vezes a venda pode ser cancelada em caso de fraude. Você pode ter o azar de alguém fazer a compra usando dados roubados, o que vai gerar o cancelamento dela.

Também é possível que a operadora que disponibiliza o serviço da máquina cometa um erro e cancele ela, nesse momento é preciso entrar em contato. Essa é a situação mais rara e dificilmente você vai passar por ela.

De forma geral, se você tiver uma boa conexão e bastantes bandeiras diponíveis na sua operadora, dificilmente as vendas por cartão vão gerar algum problema.

Qual máquina de cartão é mais barata? Vale a pena?

Depois de entender como funciona uma máquina de cartão, essa é uma pergunta muito comum que costumam fazer.

Muitas empresas estão vendendo a maquininha de cartão ou até oferecendo de graça e cobrando taxas mais elevadas. Isso é um fator a ser considerado pois, pode ser que essa opção não seja tão vantajosa visto que no longo prazo essas taxas elevadas acabam não compensando o aluguel de uma máquina que cobram taxas mais baixas.

Depois você precisa ver qual é a taxa que a operadora que você escolheu cobra. É claro que ai não vai ter muito o que pensar, qual disponibilizar a menor taxa é a que mais vale a pena você usar.

A última característica para se pensar é o tempo que demora para o dinheiro cair na sua conta. Caso você encontre duas empresas que oferecem um serviço muito igual, essa é a caraceterística para retirar o empate.

Agora, algo que vai além de qualquer discussão ou pensamento é a necessidade de ter uma. Sem a possibilidade de pagar em crédito ou débito você vai acabar perdendo muitos clientes.

Não passe mais um dia sem ter essa importante ferramenta de trabalho para quem fecha negociações diariamente. Adquira uma máquina para cartão e tenha o que há de mais moderno quando o assunto é venda.