Logo Zignet branco

| Blog

Entenda o que é um carro com sinistro

Tempo de leitura: 6 minutos
Entenda o que é um carro com sinistro
Índice do conteúdo
5/5 - (1 vote)

Na hora da compra, você sabe como identificar se aquele é um carro com sinistro? Na busca por um veículo usado com bom custo-benefício, muita gente pode acabar esquecendo que esse é um dado importante. 

Afinal, dependendo do dano sofrido, a avaria pode comprometer alguns elementos do carro, que também pode não ser aceito em algumas seguradoras. Por outro lado, o veículo pode ser até 40% mais barato do que um de mesmo ano e modelo, porém sem sinistro.

Mas é possível identificar não apenas o carro sinistrado, como o tipo de ocorrência – e decidir, com mais embasamento, se vale a pena ou não comprar o automóvel.

Leia até o fim este artigo para saber mais sobre o assunto e saber identificar um carro com sinistro.

 

Saiba o que é um carro com sinistro

Um carro com sinistro é aquele que sofreu algum tipo de ocorrência – dano ou avaria – que constava na cobertura do seguro contratado. Então, se o veículo sofreu uma colisão, mas a apólice só cobria roubo e furto, ele não é considerado um carro sinistrado. 

Ou seja, um carro sinistrado significa que ele sofreu algum prejuízo e a seguradora foi acionada, ressarcindo o proprietário. No entanto, essa indenização pode ser parcial – até 75% do valor de mercado do carro – ou total – acima de 75% do valor de mercado.

Carro com perda total pode ser comercializado?

A definição de perda total (PT) pode ser feita de duas formas: quando há danos muito grandes, comprometendo a estrutura, a mobilidade e a segurança do carro, ou quando o veículo é roubado e não é recuperado. 

No primeiro caso, é necessário dar baixa no Detran, pois o veículo não tem condições de circular de acordo com a lei. A falta desse processo é uma infração grave, sujeita a multa conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e o IPVA ainda precisará ser pago até que o veículo seja oficialmente removido do registro do Detran. Após a remoção, é possível vender apenas as peças.

Por outro lado, um carro com perda total também pode ser comercializado em casos em que a classificação de PT tenha sido uma questão meramente financeira. Ou seja, quando os custos de recuperação são maiores do que 75% da tabela Fipe.

Vale lembrar que as seguradoras têm que usar peças originais, fazendo com que, em alguns casos, seja mais compensador indenizar integralmente o segurado. Nesse caso, o carro com sinistro pode ir a leilão. 

Para o caso de PT por roubo também é preciso dar baixa no Detran. Porém, a seguradora pode acabar recuperando o carro depois de pagar a indenização ao segurado. Nesse caso, ela pode comercializar o carro, que geralmente também vai a leilão.

 

Categorias de sinistro

Quando a perda é parcial, o carro mantém suas condições de mobilidade. Portanto, pode ser comercializado normalmente. Mas é um direito do comprador saber que aquele é um veículo sinistrado para poder avaliar a extensão dos danos, se vale a pena ou não investir na compra e até para negociar o valor.

Mas quando ocorre um sinistro, a seguradora faz uma vistoria para identificar os danos e pagar o reparo do carro mediante o pagamento da franquia do seguro, que sai do bolso do segurado.

Essa avaliação é baseada no Relatório de Avarias do Contran, que considera 48 pontos para classificar a avaria em pequena, média ou grande da seguinte forma:

  • Pequena monta: até 20 pontos. Os danos sofridos não precisam ser incluídos no documento do veículo;
  • Média monta: entre 21 e 30 pontos. É quando houve dano à estrutura do carro, mas os reparos são possíveis, mas pode haver requisitos ou restrições para a circulação segura. O carro deve passar por nova inspeção depois dos reparos e a informação de sinistro passa a constar como “sinistro/recuperação” na parte inferior do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV);
  • Grande monta: acima de 31 pontos, o que indica que o automóvel é irrecuperável e não pode voltar a circular

 

Considerações ao comprar um carro com sinistro

Ao comprar carro usado é preciso atenção a alguns fatores que podem impactar o preço, os gastos com revisões, os planos de seguro e até a segurança nas ruas. Veja o que considerar:

Verificação do histórico do veículo

Confira sempre as anotações no CRLV. Se o carro sofreu sinistro uma ou mais vezes, o documento precisa trazer esta informação, que pode ser “sinistro/recuperação”, “sinistro/indenizado” ou “sinistro/recuperado”. Dessa forma você sabe qual tipo de ocorrência o carro passou e tem mais embasamento para suas tomadas de decisão.

Inspeção mecânica

Sempre que comprar um carro usado, é interessante fazer uma inspeção com um mecânico de confiança. Tonalidade diferente na lataria, ondulações, pintura muito brilhante e muitas camadas de tinta podem indicar uma repaginação depois de algum sinistro.

Também avalie o capô, seu abrir e fechar, portas e porta-malas, além de pontos de ferrugem nas soldas, já que as originais não enferrujam. Rodas tortas ou trincadas, e soldas ásperas nos amortecedores também são indícios. 

Verificar se há infiltração no motor e como estão o alinhamento e balanceamento do carro também são pontos importantes.

Valor de mercado

Não se esqueça que o valor de mercado de um carro com sinistro pode ser bem mais baixo do que um de mesmo ano e modelo sem qualquer ocorrência. A diferença geralmente chega a 30%, mas pode ser de até 40%, dependendo das condições gerais do veículo. 

Leve em consideração também uma possível revenda posterior, já que a depreciação do carro sinistrado é também maior, mesmo com todos os reparos realizados de forma perfeita.

 

Impacto no seguro

Uma das questões que devem ser consideradas na compra de um carro com sinistro é em relação ao seguro veicular. Conseguir um bom plano pode não ser tão fácil quanto para um modelo semelhante que não seja sinistrado.

Cobertura do seguro

A maioria das seguradoras simplesmente não aceita fazer seguro para um veículo sinistrado. E ficar sem a proteção do bem gera muita insegurança, porque o proprietário terá que arcar tudo do próprio bolso em caso de uma colisão, por exemplo, ou mesmo ter o prejuízo de uma perda total, perdendo totalmente o valor do carro.

Prêmios mais altos

Quando a seguradora aceita fazer o seguro de um carro sinistrado, geralmente o valor da apólice é bem mais caro. Isso acontece porque as empresas entendem que um carro que já sofreu avarias tem mais facilidade para apresentar problemas, aumentando o risco de acidentes.

Porém, carros roubados ou furtados que foram recuperados sem danos costumam ser aceitos pelas seguradoras sem grande diferença de valor da apólice.

 

Importância de uma compra informada

Toda aquisição deve ser bem informada, mas a compra de um carro usado deve ser cercada de cuidados. Afinal, é um bem caro, que já passou pelas mãos de outros proprietários. Portanto, muitas vezes é impossível saber suas condições reais de funcionamento. 

Por isso, é fundamental buscar as informações de sinistro e recall, fazer um check-up com um mecânico de confiança para avaliar a extensão dos danos e as vantagens em relação ao preço pago. 

Além de consultar o IPVA para verificar pendências e garantir que não há débitos associados ao veículo.

 

Implicações financeiras e soluções da Zignet

Os carros com sinistro podem ser em média 30% mais baratos, mas é preciso muito cuidado na hora da compra. Pensando bem, nem sempre essa diferença compensa a longo prazo, principalmente se o sinistro acarretar problemas constantes mais adiante, o que pode causar sérias implicações financeiras. 

Mas com a Zignet fica mais fácil manter o controle das finanças e a documentação do carro em dia. A plataforma oferece tanto o parcelamento de IPVA, multas, débitos veiculares, taxas etc. – quanto de boletos em geral em até 12X no cartão de crédito.

Assim fica mais fácil cuidar do carro e ainda aproveitar a diferença de valor para aplicar em outras questões do dia a dia, melhorando a qualidade de vida e as condições de sustentabilidade do carro.

Venha conhecer mais as vantagens oferecidas pela Zignet para otimizar seu orçamento e continue se mantendo bem informado pelo nosso Blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Compartilhe nas redes sociais

Últimas publicações