Logo Zignet branco

| Blog

Maio Amarelo: Conheça a campanha de conscientização para redução de acidentes de trânsito de 2024

Tempo de leitura: 6 minutos
Maio Amarelo: Conheça a campanha de conscientização para redução de acidentes de trânsito de 2024
Índice do conteúdo
5/5 - (1 vote)

Conheça a 11ª edição do Maio Amarelo e veja como você também pode contribuir para a paz no trânsito!

Em 2021 o número de mortes no trânsito voltou a crescer. Os dados do Ministério da Saúde mostram que foram 33.813 contra 32.716 no ano anterior (auge da pandemia do coronavírus) e 32.667 em 2019. Com o tema de 2024 “Paz no trânsito começa por você”, a 11ª edição da campanha internacional Maio Amarelo procura, mais uma vez, reverter o quadro através da conscientização dos motoristas sobre a importância do trânsito seguro.

Para entender mais sobre o Maio Amarelo, leia este artigo até o fim e veja como a sua parte é fundamental para reduzir o número de acidentes em todo o país.

 

O que é o Maio Amarelo?

Criada em 2011, o movimento global Maio Amarelo acontece neste mês porque foi justamente quando a ONU decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito

O nome da campanha também não é à toa. A alusão ao sinal amarelo dos farois de trânsito mostra que a atenção pode salvar vidas – atenção à sinalização, atenção aos demais motoristas e às pessoas nas ruas, atenção às leis de trânsito. E sinaliza fortemente que as consequências para quem ignora as normas de segurança podem ser catastróficas.

Assim, a ideia é trazer para a pauta diária da sociedade as discussões sobre a segurança no trânsito, sempre estimulando a participação da população, claro, mas também de todas as esferas governamentais, entidades, órgãos públicos e empresas em geral.

 

Números que assustam

As estatísticas do Ministério da Saúde são assustadoras. Conforme os dados do órgão, os motociclistas são as maiores vítimas dos acidentes de trânsito: em 2021 foram 11.942 mortos. Logo atrás vêm os ocupantes dos carros (7.029) e os pedestres (5.349).

Os números também mostram que a faixa etária mais vulnerável é entre 20 e 59 anos. Conforme a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), os acidentes de trânsito são a segunda causa de morte não natural evitável no Brasil, sendo que o fator humano (90% dos casos), fator veículo e fator via, são, nessa ordem, os principais responsáveis. 

Segundo o órgão, a vulnerabilidade dos motociclistas como fator de risco aumentou no pós-pandemia porque as motos passaram a ser utilizadas em maior escala tanto para o trabalho como para lazer. 

Outro problema importante que aumentou foi o número de óbitos de pessoas entre 40 e 79 anos por atropelamento. Além do crescimento em ritmo acelerado da população idosa aliado a uma forma de vida saudável e ativa, aumenta a exposição dessas pessoas ao risco de acidentes de trânsito, tanto ao volante quanto como pedestres.

 

Conheça a campanha de 2024

Por isso, o tema “Paz no trânsito começa por você” é um convite à reflexão sobre as atitudes de cada um, seja motorista, pedestre, ciclista ou passageiro. Afinal, como é possível colaborar para ruas e estradas mais seguras e pacíficas? O que você pode fazer para ajudar? 

E os materiais de campanha não deixam dúvida: cada um é mais responsável do que imagina. Veja algumas formas propostas de colaborar.

Autocuidado

Pratique o autocuidado, colocando e ajustando o capacete corretamente. Além de melhorar a sua segurança ao pilotar ou andar de moto, ou similar, a falta do acessório é considerada infração gravíssima pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), com multa de R$ 293,47 e 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do condutor.

Cuide da sua atitude

Atenção ao que você faz: não use celular enquanto dirige. Além de desviar a atenção do trânsito, podendo causar acidentes, falar ou manusear celular também é uma infração gravíssima pelo CTB, com multa de R$ 293,47 e 7 pontos na carteira.

Tenha empatia

Respeitar os limites de velocidade também é uma forma de empatia, afinal, qualquer acidente fica muito mais grave quando o veículo está rodando acima do permitido. E também pesa no bolso. 

Se o motorista for pego dirigindo em velocidade superior à máxima em até 20% estará cometendo uma infração média, tendo que pagar R$ 130,16 de multa e levando 4 pontos na carteira.

Já a velocidade superior à máxima em mais de 20% e até 50% é uma infração grave, com multa de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH. 

E a velocidade superior à máxima em mais de 50% é infração gravíssima, com a multa multiplicada em 3 vezes, totalizando R$ 880,41. E ainda tem 7 pontos na carteira; o direito de dirigir suspenso de 2 a 8 meses e, em caso de reincidência em menos de 12 meses, a suspensão de 8 a 18 meses.

Tenha compromisso com a vida dos pequenos

Lugar de criança no carro é na cadeirinha – ou outro método de segurança que esteja conforme a idade e a altura dos pequenos. A Lei estabelece uma série de critérios para o uso de dispositivos que protegem a garotada, então procure se informar e garantir a segurança e a paz no trânsito.

Dê o exemplo

Gentileza gera gentileza, sim. Então saiba dar o exemplo, tendo calma e boas práticas com pedestres, ciclistas e motociclistas. Lembre-se de que, no caso dos veículos, o menor tem sempre prioridade. Além disso, saiba dar a passagem que foi pedida e pratique a direção defensiva, sempre com cordialidade com todos.

Pedestres também podem ajudar

Na hora de atravessar a rua, preste atenção nos carros, no sinal e nas outras pessoas que estão atravessando com você. Ajude idosos e deficientes que estejam precisando de agilidade. Não corra no meio dos carros nem force a passagem. Se o sinal vai fechar, espere ele abrir novamente para atravessar.

Use cinto de segurança

O cinto de segurança salva vidas. Segundo a Abramet, os cintos de segurança reduzem em até 60% o risco de morte e ferimentos graves para quem está no banco da frente e em até 44% para quem está no banco de trás dos carros. 

Atenção à manutenção: sua e do veículo

Sono e direção não combinam. A Abramet afirma que 40% dos acidentes nas rodovias federais estão relacionados à sonolência, sendo a terceira maior causa de acidentes de trânsito no país. Então cuide de você e descanse antes de pegar no volante, mesmo que precise se atrasar.

E não descuide também da revisão do carro. Dados do Instituto Scaringella Trânsito, mostram que falhas relacionadas à manutenção dos freios, pneus, amortecedores, luzes e níveis de óleo e de água, causam 30% dos acidentes nas estradas.

 

A Zignet te ajuda a ser um motorista consciente

Ajudar a paz no trânsito não é uma questão de mês ou de boa vontade, mas sim uma forma de garantir o direito à vida, sempre e de todos. O Maio Amarelo é apenas mais uma forma de lembrar que as boas práticas em ruas e estradas é uma obrigação de todos, motoristas, passageiros e pedestres.

Ser um motorista consciente é tão importante quanto andar em dia com a documentação do seu veículo, evitando gastos extras e aborrecimentos sem necessidade.

A Zignet te ajuda a conhecer as melhores práticas para um trânsito seguro, mas também a quitar seus débitos veiculares sem pesar no bolso. Basta parcelar tudo em até 12X no cartão de crédito e rodar com o veículo regularizado.

Venha conhecer todas as facilidades no nosso site e continue acompanhando nossas dicas no Blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Compartilhe nas redes sociais

Últimas publicações