Logo Zignet branco

| Blog

Frotas de veículos: o que é e como montar a sua

Tempo de leitura: 7 minutos
Índice do conteúdo
5/5 - (2 votes)

Veja como montar uma frota de veículos e agregar mais valor à sua empresa melhorando a experiência do cliente

Seja para atender seu próprio negócio ou empreender oferecendo um serviço de logística, a frota de veículos é um importante ativo que precisa ser bem administrado. 

Porém, independentemente do tamanho ou do tipo de veículo e de carga, é preciso um bom planejamento na hora de montar a frota.

Hoje a Zignet vai te dar todas as dicas para montar sua frota de veículos, além de mostrar alguns benefícios que valorizam ainda mais esse importante investimento na sua empresa.

Leia esse artigo até o fim e saiba tudo o que é preciso para montar sua própria frota de veículos!

 

O que é uma frota de veículos?

Uma frota pode ser composta por qualquer tipo de veículo – carros, motos, caminhões, ônibus ou vans, por exemplo. E, assim, também podem atender aos mais diversos fins, desde o transporte de cargas e de passageiros à prestação de serviços, como reboques, por exemplo.

Para quem quer distribuir seus produtos fabricados ou comercializados por sua empresa, por exemplo, a frota de veículos é uma importante forma de aumentar seu domínio sobre as entregas de mercadorias e também garantir a boa qualidade do serviço.

Já para quem quer abrir um novo negócio ou empreender em um ramo diferente, terceirizar sua frota para outras empresas também é uma ótima forma de ter um bom rendimento.

Conheça os tipos de gestão de frota

A gestão de frota também pode ser variada. Basicamente existem 3 tipos:

Frota terceirizada

A frota terceirizada é quando a empresa contrata os veículos de outra empresa. Nesse caso o investimento é menor, assim como toda a burocracia relacionada aos veículos, como IPVA, licenciamento, taxas etc.

Também fica a cargo da empresa contratada a manutenção e a troca dos veículos para evitar a depreciação da frota.

Frota própria

Outro tipo é a frota própria, aquela que faz parte do ativo da empresa. Dessa forma, todos os veículos são próprios, assim como a responsabilidade de toda a gestão de frota. 

Por isso, uma das vantagens é justamente a centralização dos processos, garantindo que sigam o padrão de qualidade escolhido. Dessa forma é mais fácil manter o controle de excelência dos serviços, já que é possível flexibilizar o atendimento, com demandas inesperadas ou necessidade de mudança de rota para encaixar uma entrega, por exemplo.

Nesse ponto entra também a possibilidade da quilometragem ilimitada, ao contrário do que acontece na frota terceirizada. Nesse caso, geralmente a empresa contratada determina um limite de quilometragem mensal, que se for ultrapassado gera gastos extras.

E por falar em gastos, também há redução de custos a longo prazo, facilitando o controle do fluxo de caixa com a compra e venda dos carros, por exemplo. Além disso, a manutenção preventiva e toda a documentação também ficam a cargo da sua gestão de frota. 

E outra vantagem de ter sua frota própria é que os veículos são um importante ativo, podendo ser vendidos caso haja necessidade de liquidez imediata.

Frota mista

Por fim, há ainda a frota mista, que é quando a frota é composta por veículos próprios e terceirizados. Esse tipo é bastante comum quando a empresa decide ampliar a frota, mas não quer comprar mais carros.

 

Entenda a frota para cada tipo de serviço

Há vários tipos de frota de veículos que prestam diferentes serviços. Se você está pensando em montar a sua, é importante descobrir qual delas melhor se encaixa no seu modelo de negócio.

Frota comercial

A frota comercial é a que atende aos diferentes setores de uma empresa, seja entregando produtos ou fazendo o transporte de seus funcionários. Geralmente é composta por tipos diferentes de veículos, como carros, motos e utilitários. 

Frota de entregas

Como o próprio nome já diz, esse tipo é composto por veículos de entrega de produtos, que podem ser bastante variados e de qualquer tamanho, dependendo do nicho. Assim, pode ser formada por utilitários, motos ou até mesmo caminhões de grande porte. 

Frota de transporte de cargas

O transporte de cargas também pode ter uma frota de veículos bastante variados. Afinal, há cargas de todos os tipos, como as vivas, tóxicas, combustíveis, alimentos, produtos farmacêuticos, pequenos objetos, móveis e qualquer outra coisa que precise ser transportada. 

Frota de serviços públicos

São os veículos utilizados por instituições municipais, estaduais ou federais para que seus funcionários desempenhem suas funções. São ambulâncias, carros de polícia, bombeiros e carros oficiais, por exemplo.

Frotas de transporte de pessoas

Podem ser para transporte público, como os ônibus e táxis, ou particular, como táxis, carros de aplicativos, empresas de turismo etc. Nesse caso elas podem ser formadas por carros de passeio, micro-ônibus, ônibus, vans e até motos.

 

3 Principais desafios enfrentados

Um ponto importante é saber fazer uma gestão de frotas bem planejada, porque são vários os desafios. Aqui destacamos 3 problemas que são mais comuns em todos os tipos de frotas de veículos:

1. Custos de manutenção

É muito importante fazer um bom planejamento de manutenções preventivas para evitar que os veículos tenham problemas constantes. Muito tempo na oficina reduz a disponibilidade da frota.

Também é importante investir em cursos de direção defensiva para os motoristas, evitando práticas que podem prejudicar também o carro. O modo de condução é um dos grandes responsáveis pelos custos operacionais da sua frota. De acordo com a Petrobras, é de responsabilidade direta do condutor o custo com pneus, manutenções, combustível, a depreciação e a indisponibilidade da frota.

2. Controle da performance dos motoristas 

O gestor de frota é o responsável em garantir que os motoristas respeitem as leis de trânsito e dirijam de forma segura e econômica. Isso reduz a probabilidade de acidentes, o consumo de combustível, o desgaste de pneus e várias peças, o consumo de óleo e ainda aumenta a eficiência do veículo. Mais uma vez, uma boa prática é fazer a capacitação e reciclagem dos motoristas em direção segura.

3. Custos com combustível

De acordo com o Project Management Knowledge Base (PMK), 35% dos custos variáveis de uma frota de veículos são gastos com combustível. Assim, controlar e buscar reduzir esse custo é um dos grandes desafios da gestão de frotas. 

É preciso ter uma visão clara dos gastos, analisando o custo de combustível do último mês, a relação ao custo planejado e a evolução com relação ao mesmo período do ano anterior, além de detectar o carro que está com a melhor média de consumo e os motoristas que têm a melhor performance.

 

Como montar sua frota de veículos

Como você já viu, ter uma frota de veículos própria traz vários benefícios para a sua empresa, mas cuidar desse importante ativo requer cuidados – a começar por sua montagem. Veja como fazer:

Faça um bom planejamento inicial

Conheça bem as peculiaridades do seu negócio e o tipo de serviço que irá prestar ou o tipo de produto que será transportado. A partir daí, escolha o tipo e o modelo de veículos mais adequados às suas necessidades.

Definida a categoria, dimensione a quantidade de carros, não esquecendo de ter pelo menos dois veículos reservas para que o serviço não seja prejudicado caso haja necessidade de algum ir para a oficina.

Atenção aos custos de manutenção

Se optar por veículos usados, considere o ano e a quilometragem. Lembre-se que os carros usados, já a partir de 2 anos de uso, têm maior depreciação e, consequentemente, maior custo com manutenção.

Além disso, os veículos novos costumam consumir menos combustível devido às novas tecnologias agregadas.

Atenção à burocracia

A burocracia também faz parte da frota de veículos. Lembre-se que, além de combustível e manutenção, cada unidade também exige o pagamento de IPVA, seguros, taxas e outros custos. Tudo isso além de possíveis multas. Esses custos podem ser reduzidos com a Zignet, onde você pode parcelar todos os débitos veiculares em até 12X no cartão de crédito, o que também colabora para um melhor controle do fluxo de caixa.

Além disso, podem haver outros custos e documentos necessários, como o requerimento junto ao Registro Nacional de Transportes Rodoviários, necessário para quem quer montar uma transportadora, por exemplo.

Monitore sua frota

É importante também prever o monitoramento da sua frota. Há rastreadores que permitem um acompanhamento em tempo real de cada veículo, além de sistemas que também avisam sobre o comportamento do motorista

Assim é possível identificar falhas, desvios de rotas e até quem está dirigindo o carro, permitindo ações preventivas e até acionar a polícia em caso de roubo ou furto.

Treine os motoristas

Como qualquer outro funcionário, os motoristas também precisam de treinamento. Capacite ou recicle os profissionais sobre direção defensiva, boas práticas de uso dos veículos, legislação de trânsito, prevenção de multas e acidentes.

No caso de conduzir produtos perigosos ou cargas vivas, por exemplo, é preciso que tenham capacitação específica, além de reciclagem constante para garantir técnicas e conhecimentos atualizados.

 

Conte com a Zignet para reduzir os custos da sua frota

Como você viu, montar uma frota de veículos requer um bom planejamento, mas também pode alavancar seus negócios para um novo patamar de excelência, melhorando a experiência de seus clientes.

Aproveite as facilidades da Zignet e parcele todos os débitos da sua frota em até 12X no cartão de crédito, melhorando o fluxo de caixa e a saúde financeira da sua empresa!

Venha saber mais no nosso site e continue acompanhando nossas dicas pelo Blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Compartilhe nas redes sociais

Últimas publicações