Logo Zignet branco

| Blog

Veículo com bloqueio diversos: como resolver? Confira!

Tempo de leitura: 4 minutos
veículo com bloqueios
Índice do conteúdo
5/5 - (11 votes)

Você já foi pego de surpresa, ao conferir a situação do seu veículo, achando que estava totalmente regularizado, mas se deparou com alguma restrição? Isso é um fato que pode acontecer e, geralmente, ocorre quando menos esperamos.

Mas calma! Ter uma restrição veicular não é um motivo se desesperar, visto que sempre há uma maneira de resolver essas restrições. Há diferentes tipos de bloqueios, então, pensando em te ajudar, a Zignet trouxe alguns tópicos para explicar melhor sobre essas questões. Continue na página e aproveite a leitura!

Afinal, o que é um veículo com bloqueio diversos?

Se o seu veículo está com “bloqueio diversos”, isso é causado devido a alguma restrição de natureza administrativa, podendo ser ocasionada por diversas situações. Dentre as situações possíveis, pode-se encontrar falta de transferência, documento vencido, documento apreendido, entre outras.

Sempre que verificar que está com algum tipo de bloqueio, é necessário colocar em ordem e regularizar, para se prevenir de qualquer situação indesejada e, claro, para que o documento do veículo não apresente nenhuma irregularidade.

Licenciamento atrasado? Saiba como realizar o pagamento parcelado.

Quais são os tipos de bloqueios existentes?

O bloqueio judicial, administrativo e o policial estão entre os mais comuns em território nacional. Veja a seguir o que cada um deles representa, o motivo de acontecer e como deixar seu veículo em dia.

– Bloqueio judicial

Nesse tipo de bloqueio, o que ocorre é a restrição via pedido de um juiz, seja por dívidas, falências, penhoras e até dívidas trabalhistas (podendo haver outros processos também). Quando um veículo tem esse bloqueio, ele pode ser usado como penhora, ou seja, utilizado como garantia para a quitação do valor que o processo gerou — um tipo de abono.

Não que você vá ficar sem o carro assim que for avisado desse bloqueio, principalmente por que todo esse processo pode demorar algum tempo até ser finalizado. Enquanto a justiça não determina apreensão do automóvel, em processos que demoram algum tempo, o condutor pode, sim, utilizar o veículo normalmente. Em casos em que o proprietário aceite esse bloqueio, pode ser que o veículo fique embargado até o final do processo.

Mas sempre fica a dúvida: quando ocorre um bloqueio por ordem judicial?

  • Quando uma empresa abre falência e não tem dinheiro suficiente para o pagamento dos direitos de algum funcionário;
  • Em casos de acidentes de trânsitos;
  • Quando há muitos débitos veiculares e o condutor não tem o valor para bancar;
  • Em decorrência de acordo de divórcio.

Todo esse processo pode ser desfeito com a quitação dos valores estabelecidos pelo juiz, ou caso o bloqueio tenha sido realizado com fatos indevidos, com a liberação do juiz após as análises.

– Bloqueio administrativo

O bloqueio administrativo é realizado por decisões do Detran de cada Estado, geralmente, é feito por conta da falta de transferência de dados quando é realizada a venda do veículo. Mas ainda existem diversos tipos dessa modalidade de bloqueio, entretanto, você deve ficar a par de como é a situação e regras do Detran do seu Estado, visto que cada um apresenta suas diferenças.

Por isso, é necessário que estar sempre atento às regras para manter toda a documentação regularizada, seguindo isso, você vai evitar tranquilamente esse tipo de bloqueio. Mas para desfazê-lo, também é um processo simples, basta realizar a transferência.

Quer entender mais sobre a transferência de veículos? Separamos este post para você ficar por dentro desse assunto: saiba tudo sobre o Documento Único de Transferência.

– Bloqueio policial

Esse bloqueio é realizado quando o carro é furtado ou roubado, assim, você tem até 72 horas para efetuar um boletim de ocorrência. Além disso, também pode ser apropriação indébita, inquérito policial ou estelionato.

O que é bloqueio RENAJUD?

Esse é um bloqueio que se enquadra no modelo do judicial, o RENAJUD é o sistema em que a restrição será registrada, uma ferramenta que interliga com o Judiciário e a SENATRAN (Secretaria Nacional de Trânsito). Assim, possibilita que o juiz efetive ordens e restrições por meio do RENAVAM cadastrado.

Esse bloqueio é usado, por exemplo, quando o proprietário não paga o financiamento do veículo.

Por que é importante regularizar a situação do veículo?

Pode haver consequências graves para quem não tem o veículo regularizado, principalmente em casos de bloqueios, em que não é permitido obter o licenciamento, o famoso CRLV. Sem contar que ainda pode ficar sem a permissão de rodar com o veículo em vias públicas, por conta da falta da documentação adequada.

Entenda também: Qual a diferença entre CRV e CRLV?

O que acontece se o veículo estiver bloqueado por dívidas?

Se você está com o bloqueio por conta de dívidas, você não vai conseguir licenciá-lo e, consequentemente, não consegue emitir o CRLV. E ainda recebe uma multa no valor de R$ 293,40 e perde 7 pontos em sua carteira, além de também correr o risco de ter o veículo apreendido e levado para o pátio do Detran da sua região.

Portanto, é fundamental entender os diversos motivos que podem levar o veículo a ser bloqueado. O ideal é sempre ficar de olho em sua documentação e, caso ocorra algum bloqueio, busque identificar e tentar resolver o mais rápido possível para não ter dores de cabeça no futuro.

Esperamos que tenha gostado desse conteúdo e, para mais dicas sobre veículos, multas e parcelamentos — continue acompanhando o blog da Zignet. Até a próxima!

 

Banner Zigauto

3 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Compartilhe nas redes sociais

Últimas publicações